Imprimir

Ser professor no IF Sudeste MG é 10

Ser professor no IF Sudeste MG é 10

                                                      “O educador se eterniza em cada ser que ele educa”.

                                                                                      Paulo Freire

Neste ano, a Rede Federal, da qual o IF Sudeste MG faz parte, está completando 10 anos. Cada um dos 579 docentes escreveu uma página desta história de sucesso. Por isso, em 2018, o Dia dos Professores é ainda mais especial.

Dia 15 de outubro é a data escolhida para homenagear os professores do Brasil. Segundo o MEC, a origem da data remete a D. Pedro I, que baixou decreto imperial, em 1827, criando o ensino elementar no Brasil. O documento determinava que “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”.

Desde então, 191 anos se passaram, o mundo foi invadido pela tecnologia, e, ainda assim, o professor continua tendo papel determinante na sociedade. No IF Sudeste MG não é diferente. Para a Pró-Reitora de Ensino, Glaucia Franco Teixeira, a contribuição dos professores para a construção da história do IF é fundamental, e vai além da produção de conhecimento em sala de aula: “Os professores do IF Sudeste MG vêm atuando ativamente no processo de ensino e aprendizagem dos alunos, buscando as melhores metodologias, a atualização constante dos conteúdos e fazendo a interlocução entre a realidade de sala de aula e o mundo do trabalho. Além disso, a preocupação com a consolidação do caráter cidadão e comprometido dos alunos é marcante entre os professores do Instituto. Os nossos docentes são figuras cruciais para a formação integral do aluno, levando o discente ao crescimento pessoal e profissional, nos diversos setores em que for atuar”, avalia a Pró-Reitora. 

Desta forma, preocupando-se em formar bons profissionais e, mais do que isso, cidadãos conscientes, os professores do IF Sudeste MG contribuem não apenas para a formação individual do aluno, mas também para o desenvolvimento da sociedade como um todo.

Para homenagear os professores e professoras do IF Sudeste MG, conversamos com um representante docente de cada Campus a fim de ouvir deles o que é ser professor no IF Sudeste MG. Confira:

"Meu nome é Fernanda Cruz, leciono a disciplina Física, e ingressei no IF Sudeste MG - Campus Barbacena há oito anos.  Ser professora do IF é uma missão nobre e gratificante, ao mesmo tempo que desafiadora. Gratificante, no sentido de que aqui temos as mais diversas oportunidades de desenvolvermos nossos trabalhos, nas diferentes modalidades: ensino, pesquisa e extensão, de acordo com nossas aptidões, habilidades e competências. E desafiadora, no sentido de que precisamos estar em contínuo processo de crescimento e aprimoramento, seja enquanto docentes, seja enquanto pessoas. Eu me sinto muito realizada fazendo parte desta equipe!"

"Meu nome é Maurlílio Nelson Teixeira Martins, sou do professor do Curso Técnico em Meio Ambiente do Campus Bom Sucesso do IF Sudeste MG.  É com imenso orgulho que encarei a tarefa de me tornar professor da Rede Federal. Como nada vem de graça, o esforço, assim como o orgulho, também é imenso. Muitas vezes, fins de semana acabam se misturando a uma semana inteira de trabalho, seja no manejo dos animais, seja corrigindo avaliações. Após 20 anos como professor, 17 anos e 8 meses destes só na Rede Federal, as dificuldades vão sendo aceitas com mais maturidade, de uma maneira mais simples. Aliás, simplificar é o melhor caminho quando se tem a função de professor, que, para mim, é passar o conhecimento de forma contextualizada e objetiva. Os resultados do nosso trabalho são expressos no sorriso, na alegria e na esperança de dias melhores que cada aluno traz consigo, no dia da formatura. Tudo isso só é possível graças à dedicação integral de cada um dos servidores do nosso Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais, através da Reitoria e dos servidores do Campus Avançado Bom Sucesso, através da ação dos técnicos administrativos, dos departamentos de ensino, pesquisa e extensão, de nossa direção geral e, claro, da dedicação dos professores". 

"Sou Leandro da Mota Borges, docente do curso Técnico de Eletrotécnica e de Eletromecânica do Campus Muriaé. Porém, estou desde 2015 como Diretor ProTempore do Campus Avançado Cataguases, em fase de implementação. Entrei no IF Sudeste MG em 2010. Ser professor é um dom e uma missão. Ser professor é uma vocação que nasce do amor e do comprometimento em educar. Ser professor é um dom, uma vocação que nasce de um 'sim'. Ser professor no IF Sudeste MG é a oportunidade de contribuir para a transformação do indivíduo, da sociedade e do mundo".

"Meu nome é João Paulo Lima de Miranda, sou professor do Núcleo de Geografia do Campus Juiz de Fora do IF Sudeste MG desde 2010. Para mim,  é um grande  prazer e orgulho fazer parte de uma instituição que possui uma rica história na oferta de ensino público, gratuito e de qualidade. Penso que temos limitações como qualquer instituição pública, mas é muito gratificante trabalhar no IF. Temos uma ótima infraestrutura, alunos, professores e funcionários diferenciados e acolhedores. Para mim, o IF é a minha segunda casa, onde passo a maior parte do meu tempo quando estou acordado. O espírito acolhedor e a proximidade com os alunos fazem deste Campus um local especial. Aqui consigo ser mais do que um professor restrito à sala de aula, pois posso desenvolver meus projetos de pesquisa eextensão, com possibilidade de retorno à sociedade". 

"Eu me chamo Cleiton Monteiro e sou professor de informática do Campus Manhuaçu do IF Sudeste MG desde 2016. Posso dizer que ser professor no IF Sudeste MG é trabalhar numa instituição que se preocupa em oferecer ensino de qualidade. Ser professor no IF Sudeste MG é poder trazer conhecimento aos alunos e contribuir, pelo menos um pouquinho, para a formação de cada um. Ser professor no IF Sudeste MG também é enfrentar as dificuldades e limitações de uma instituição pública. Enfim, ser professor no IF Sudeste MG é, principalmente, aprender todos os dias”.

"Eu sou Natalino da Silva de Oliveira, professor do Campus Muriaé do IF Sudeste MG desde 2014. A minha vida profissional pode ser dividida entre antes de iniciar minhas atividades no IF Sudeste MG e depois. Assumir um cargo efetivo no Campus Muriaé alterou positivamente a minha vida. Com muito trabalho e dedicação, alcancei tudo o que almejei. No IF Sudeste MG, é possível trabalhar com educação em todos âmbitos: ensino, pesquisa, extensão e gestão. Também é possível atuar em diferentes etapas do ensino. Isso não é comum em outras instituições. Onde seria possível atuar no ensino médio e no mestrado ao mesmo tempo? É o meu caso, sou professor do ensino médio integrado, do técnico concomitante e subsequente, da educação de jovens e adultos, da graduação e do mestrado em educação profissional e tecnológica. Sendo assim, é uma experiência fabulosa e repleta de desafios, o que me deixa muito motivado em meu cotidiano profissional. A sensação que carrego é de constante gratidão por tudo o que o IF Sudeste MG representa em minha vida."

''Sou Márcia Nunes, professora de Química do Campus Rio Pomba do IF Sudeste MG desde 2011. Trabalhar aqui, no campus Rio Pomba, é motivo de muita alegria e orgulho, pois desde criança alimentava o sonho de ser professora. Ser educadora dessa instituição, que tem como finalidade, dentre outras, ofertar educação profissional e tecnológica de qualidade, em todos os seus níveis e modalidades, formando cidadãos com vistas à atuação profissional nos diversos setores, e assumindo o compromisso de transformar nossa sociedade para melhor, é motivo de muita satisfação. Aqui construí grandes amizades, criamos um vínculo entre funcionários, professores e principalmente com os alunos. No meu cotidiano de professora, além de transmitir os conteúdos científicos, procuro espalhar carinho, atenção e amor. Acreditar que os alunos são capazes, por maiores que sejam suas dificuldades. Às vezes conseguimos achar uma força dentro do aluno que nem mesmo ele sabe que tem e isso é muito gratificante.Claro que são grandes os nossos desafios cotidianos, mas ver os objetivos alcançados, na graça de servir, colaborar e ampliar os horizontes do conhecimento e da cidadania, é sublime. Tudo fica mais leve quando fazemos com amor! Isso é ser Instituto Federal!"

"Meu nome é Anderson Geraldo Rodrigues. Em 2016, aos 52 anos, fui aprovado no concurso para professor de Libras do Campus São João del-Rei do IF Sudeste MG, em uma vaga de ampla concorrência. Na mesma época, fui aprovado em outras três instituições, mas escolhi o Campus São João del-Rei como espaço para desenvolver meu trabalho. Para mim, ser professor do IF Sudeste MG, é estar em um ambiente familiar. Escolhi o Campus SJDR por me sentir bem acolhido pelos servidores e alunos, tanto no Campus quanto na Reitoria. Aqui, temos a melhor estrutura entre os campi, com sala de recursos audiovisuais, sala de aula especial e estrutura física adaptada. Além disso, o NAI (Núcleo de Ações Inclusivas) tem uma sala própria para desenvolvermos nossas atividades. Hoje, o IF Sudeste é minha vida e o Campus São João del-Rei é onde meus pés estão fincados”.

"Meu nome é Priscila Guedes, sou professora de Língua Portuguesa nos cursos técnicos integrados ao ensino médio. Estou no Campus Santos Dumont do IF Sudeste MG desde 2014. O fato de eu trabalhar no ensino público, lidando com alunos que buscam melhores condições de vida por meio do estudo, é muito importante. Eu percebo que, de certa forma, contribuo para a realização de sonhos dos estudantes, permitindo-lhes ter uma boa formação, seja para atuar no mercado de trabalho ou para prosseguir nos estudos. Acredito também que todos nós, professores do IF Sudeste MG, desempenhamos um papel muito importante na instituição ao contribuir para que alunos considerados invisíveis pela sociedade, quando concluem seus cursos, tornem-se visíveis. Para mim é muito gratificante receber o carinho dos meus estudantes. Eu me sinto muito orgulhosa ao ver ex-alunos do IF prosseguindo em suas vidas e conquistando seus sonhos. Há pouco tempo encontrei uma aluna (de um curso técnico integrado ao ensino médio) em uma universidade federal, e ela estava muito feliz, fazendo o curso que queria. Isso para mim, como professora e profissional do IF Sudeste MG, é muito gratificante".

"Meu nome é Eduardo Pereira da Rocha. Comecei a minha carreira no IF Sudeste MG como professor de Química do Campus Muriaé, em 2010. Em 2017, assumi a Direção do Campus Avançado Ubá. Ser professor no IF Sudeste MG é uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional, principalmente, por permitir a atuação nos níveis técnico (integrado ao ensino Médio e concomitante/subsequente), na graduação e na pós-graduação. O IF Sudeste MG nos incentiva a participar de diferentes ações de extensão e pesquisa, o que nos possibilita uma atuação muito mais ampla que em outras redes de ensino. O contato com diferentes experiências de vida, com pessoas já inseridas no mercado de trabalho e aqueles que ainda buscam seu espaço, nos permite crescer enquanto pessoas e sempre tentar melhorar. A troca de experiência entre os técnico-administrativos, docentes e alunos é outro diferencial do IF Sudeste MG, por que podemos conversar, trocar ideias e buscar sempre o desenvolvimento desta instituição, aprendendo a cada dia algo novo e nos aperfeiçoando. O IF Sudeste MG nos permite transformar a vida das pessoas enquanto docente, e sermos transformados por estas pessoas nas pequenas ações que desenvolvemos a cada dia. Eu tenho muito orgulho de ser professor no IF Sudeste MG".

A Pró-Reitora de Ensino do IF Sudeste MG parabeniza a todos os professores e professoras da Instituição e os convoca a continuar escrevendo esta história de sucesso: “Desejo que todos os professores do IF Sudeste MG sigam firmes e focados. Que saibam refletir sobre o importante papel que desempenham perante a sociedade e, especialmente, perante os nossos alunos, e que os alunos sejam sempre o guia de nossas ações, pois estamos aqui por eles e para eles! Sem esse guia nós não cumpriremos o papel que nos cabe!”.

Ascom/Reitoria
Fonte: MEC