Imprimir

Projeto Ouvidoria Itinerante chega a São João del-Rei

Projeto Ouvidoria Itinerante chega a São João del-Rei

Buscando promover a aproximação com a comunidade acadêmica e ampliar seu conhecimento sobre os serviços da Ouvidoria, a Ouvidoria- Geral do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais criou o projeto “Ouvidoria Itnerante”. Nos dias 28, 29 e 30 de agosto foi a vez do Campus São João del-Rei receber a visita do ouvidor Geral da Reitoria, Januário Fernandes.

O objetivo da proposta é a realização de encontros presenciais nos oito campi do IF Sudeste. Além da apresentação do setor, são realizados atendimentos personalizados, dos quais podem participar tanto alunos, quanto servidores. O cronograma de atividades teve início no dia 05 de junho no Campus Juiz de Fora e se encerra no dia 20 de setembro no Campus Barbacena.

No dia 28 de agosto, a Ouvidoria Geral realizou no Anfiteatro do Prédio 02 do Campus São João del-Rei o seminário de apresentação, que contou com a participação de servidores e alunos nos horários das 15h e 20h.

Em sua apresentação, Januário explicou o papel da Ouvidoria como importante instrumento para a promoção da transparência e valorização da cidadania. Por meio das ouvidorias das instituições, é possível também balizar indicadores de eficiência, eficácia e efetividade dos serviços públicos, bem como são fonte de informações estratégicas para a tomada de decisão dos gestores.

Com instrumentos implantados pelo governo federal como o e-OUV (Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal), qualquer servidor público, usuário de serviços públicos ou membro da comunidade em geral, poderá manifestar-se sobre as dúvidas, sugestões ou denúncias sobre determinado órgão, resguardado o direito de confidencialidade do usuário que pode optar por identificar-se ou não.

Em relação ao IF Sudeste, Januário ressaltou que a Ouvidoria atua como elemento de escuta e de aproximação da comunidade acadêmica com os setores que desenvolvem a transparência pública na instituição como os agentes de ouvidoria, a gestão do Serviço de Informação ao Cidadão (SIC), bem como os setores de Comunicação dos campi. . Assim,   visando a solução pacífica dos eventuais conflitos.

Para isso, cabe a Ouvidoria receber os relatos, avaliá-los, filtrá-los, verificar sua consistência e encaminhá-lo aos setores envolvidos na questão para eventual solução. “Por meio do e-OUV, todo cidadão, quando opta por identificar-se no sistema, pode acompanhar sua demanda e as possíveis resoluções para a mesma”, explica. Mas, este é somente um dos instrumentos de articulação da Ouvidoria que não dispensa a atuação próxima ao cidadão que representa o ouvidor presente em cada campi e Reitoria.

"Evidentemente, a economicidade e eficiência nos exigem modos virtuais de atendimento, entretanto, de nenhuma forma é possível dispensar a presença física da ouvidoria, de forma a propiciar maior confiança e segurança para o cidadão que a procura", reforça em entrevista publicada no site do IF Sudeste.

Januário apresenta o trabalho da Ouvidoria e a plataforma E-Ouv
Projeto segue visitações até 19 de setembro
Servidores participam da apresentação