Imprimir

Cursos de Libras iniciam suas atividades no Instituto

Cursos de Libras iniciam suas atividades no Instituto

No dia 28 de agosto tiveram início as aulas dos cursos Básicos de Libras e de Tradução e Interpretação de Libras que serão ofertadas no Campus São João del-Rei.  As turmas 01 e 02 dos cursos vespertino e noturno Básico de Libras deram início aos estudos, enquanto as turmas 02 e 04 do vespertino e noturno Tradução e Interpretação em Libras iniciaram as atividades na quinta-feira, 31. Os cursos – que receberam alunos, servidores e comunidade externa como participantes dos módulos – estão sendo conduzidos pelo servidor Jonata Souza de Lima e pelo professor Anderson Geraldo Rodrigues.

Segundo Jonata, a maior procura veio dos profissionais das áreas de Saúde e Educação. De uma média de 140 inscritos, 70 alunos conseguiram se matricular e estão participando das aulas. O principal objetivo de oferecimento dos cursos é o fato de que a área de tradução e interpretação de libras apresenta atualmente uma grande deficiência de pessoas capacitadas para atuação, demandando mais profissionais qualificados. “Quem concluir o curso terá uma nova possibilidade de ingresso no mercado de trabalho.”, comenta o servidor. Além do mais, é necessário que pessoas capacitadas em libras atuem nos diversos setores sociais, gerando acessibilidade e igualdade em todos os contextos para pessoas surdas.

O curso concederá certificação aos participantes por meio da Diretoria de Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação. “O módulo 1 será de 60 horas, teremos também o módulo 2 e 3, além do Intermediário 1 e 2. Ao fim do curso, o aluno terá um certificado de 300 horas”, explica Jonata. Dentre os aspectos trabalhados estão morfologia, sintaxe, semântica, pragmática, entre outros temas gramaticais. A questão da identidade e cultura da pessoa surda também será trabalhada junto ao aprendizado da linguagem.

O professor Anderson Geraldo Rodrigues, que é surdo, e atualmente leciona sete matérias na Instituição, ressalta que é importante o aprendizado de libras, e que sonha com o dia no qual todas as pessoas possam se comunicar na língua. “Venho tentando mostrar que é possível que as pessoas sejam habilitadas na língua, para que meus amigos e nossas crianças surdas tenham acesso a mais espaços!”, comenta. 

IMG_0224.JPG
IMG_0226.JPG